RADIO FREE

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Polícia prende em Pacatuba suspeito 10 homicídios no Ceará

post-feature-image

O suspeito foi autuado em flagrante por homicídio e tentativa de homicídio, conforme a Polícia Civil. A prisão ocorreu depois que os policiais identificaram o carro que teria sido utilizado no crime.

Um suspeito de pelo menos dez homicídios foi preso na tarde dessa segunda-feira, 10, em Pacatuba. A prisão de Jefferson Severo Viana foi coordenada pela Polícia Civil de Guaiúba, com apoio de equipe da 3ª Cia. do 14º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

A captura ocorreu na casa do suspeito, no Alto do São João, por volta das 16 horas dessa segunda. “No celular dele, encontramos fotos dele com outros dois, vestindo colete roubado do segurança dos Correios de Pacatuba. Os outros dois estão sendo agora procurados”, destaca o delegado Francisco Cavalcante, titular da delegacia de Guaiúba.

Segundo Cavalcante, o preso também é suspeito de comandar o tráfico de drogas na região de Pacatuba e integrar uma facção criminosa.

O suspeito foi preso depois que o veículo supostamente utilizado por ele em um assassinato em Guaiúba -um Gol verde - foi identificado. Ele foi reconhecido por testemunhas desse crime, ocorrido por volta das 18 horas do último domingo, no bairro Alto Santo Antônio. Na ação, outro homem também chegou a ser baleado. O morto seria um desafeto do suspeito que pertencia a outra facção criminosa, ainda conforme o delegado.

"Umas 40 pessoas estavam na rua quando ele chegou com os outros para matar. Foi de cara limpa. Tem uma briga entre eles (quadrilha rivais), e agora estão se matando", afirma Cavalcante. Na tarde desta terça-feira, 11, o suspeito foi reinquerido na delegacia de Guaiúba, de onde deve ser encaminhado para Pacatuba. Lá, ele prestará depoimento sobre outros três homicídios de que é suspeito.

 Jefferson foi autuado em flagrante por homicídio e tentativa de homicídio (por balear outra vítima), conforme a Polícia Civil.

Reproduzido por MassapeCeara.Com|Créditos: O Povo Online


0 comentários:

Postar um comentário