RADIO FREE

quarta-feira, 5 de julho de 2017

PM prende quadrilha que planejava praticar uma chacina com sete mortos em Caucaia

post-feature-image

Por Jornalista Fernando Ribeiro: Doze pessoas foram detidas, na noite desta terça-feira (4), numa operação da Polícia Militar na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Segundo as autoridades trata-se de uma quadrilha ligada ao tráfico de drogas e assaltos e integrante de uma facção criminosa que atua no Município de Caucaia. O bando foi capturado quando se preparava para praticar uma chacina em que, pelo menos, sete pessoas seriam mortas.

A operação aconteceu na comunidade do São Miguel Velho, no limite entre Fortaleza e Caucaia, e mobilizou equipes do serviço reservado (Inteligência) e da Força Tática de Apoio (FTA) do 12º BPM (Caucaia).  Com base em informações levantadas pela Inteligência, as equipes iniciaram um cerco.

Os bandidos estavam escondidos com suas armas em várias residências localizadas nas ruas Verona e Coréia,onde acabaram sendo detidos pelas patrulhas.

Os suspeitos confirmaram os planos para a chacina que ocorreria em Caucaia, por conta de uma rivalidade entre as facções criminosas. A ordem para a matança teria partido de dentro de um presídio.  Os acusados foram encaminhados para o plantão da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC) onde foi realizado o flagrante.

Chacinas

Seis chacinas foram registradas no Ceará neste ano, com a morte de 31 pessoas. A maioria dos casos aconteceu por conta da guerra entre grupos de criminosos ligados a facções criminosas. Em confronto com a Polícia foram dois casos, que resultaram na morte de 10 pessoas nos Municípios de Jaguaruana e Aquiraz. Entre os mortos, seis assaltantes de bancos.

Contudo, os óbitos resultantes de confrontos entre a Polícia e bandidos (intervenção policial) não são contabilizados nas estatísticas dos Crimes Violentos, letais e Intencionais (CVLIs) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).
Reproduzido por MassapeCeara.Com|Créditos: Blog do Jornalista Fernando Ribeiro


0 comentários:

Postar um comentário