quinta-feira, 6 de julho de 2017

Mulheres são perseguidas e mortas a tiros de pistola na zona Oeste de Fortaleza


post-feature-image
Por Jornalista Fernando Ribeiro: Elas tentaram fugir dos criminosos, mas acabaram cercadas em um beco.

Subiu para 108 o número de mulheres assassinadas no Ceará neste ano. O caso mais recente ocorreu na noite desta quarta-feira (5), na zona Oeste de Fortaleza, quando duas mulheres foram executadas sumariamente com tiros de pistola. O crime ainda está envolto em mistério, mas os indícios colhidos pela Polícia no local de crime apontam para um suposto “acerto de contas” do tráfico.

O duplo homicídio ocorreu por volta das 21 horas de ontem, no bairro Quintino Cunha, na comunidade conhecida como Favela dos Plásticos. Duas mulheres que trafegavam em uma motocicleta foram perseguidas pelas ruas do bairro e acabaram cercada pelos assassinos em um beco na Rua Ipiranga.

Sem ter como fugir dos atiradores, as duas mulheres acabaram sendo fuziladas. No local da execução a equipe da Perícia Forense (Pefoce) recolheu várias cápsulas de balas de calibre 380. As vítimas receberam tiros na cabeça, nas costas e nos braços e pernas.

Apenas uma das mulheres foi identificada oficialmente no local do crime. Tratava-se de Elizabeth Cruz Carneiro, 29 anos, conhecida por “Betinha”.  A outra, seria Josy. A Polícia recebeu a informação de que as vítimas moravam no Conjunto Palmeiras e não se sabe, ainda, o motivo de terem ido à favela do outro lado da cidade.

Reproduzido por MassapeCeara.Com|Créditos: Blog do Jornalista Fernando Ribeiro

0 comentários:

Postar um comentário