terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Primeiro bebê do ano na Maternidade Sant’Ana é uma menina nascida de parto normal


Sara nasceu às 4h55 do dia primeiro de janeiro com 50,5 cm e pesando 3kg920g. Maternidade da Santa Casa de Sobral realiza em média 400 partos por mês 

O ano novo começou cheio de alegrias para o casal Benedito Nascimento Lopes, 31, e Terezinha Leila de Oliveira, 27. Eles são os pais da pequena Sara, primeiro bebê a nascer em 2017 na Maternidade Sant’Ana da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. A criança nasceu de parto normal às 4h55 do dia primeiro de janeiro com 50,5 cm e pesando 3kg920g. A Maternidade realiza cerca de 400 partos por mês.

A comemoração foi em dose dupla porque o aniversário de Benedito também é no dia primeiro de janeiro. “Ela foi o primeiro bebê a nascer este ano e ainda foi no aniversário do pai”, comemora Terezinha. Sara é o segundo bebê do casal. Ramon, de 3 anos, também nasceu de parto normal. A família mora em Serrota, distrito de Senador Sá. Benedito é agricultor e Terezinha, dona de casa.

Terezinha garante que a maternidade é uma grande alegria. “É muito bom ser mãe. É uma palavra tão forte de apenas três letras”, conta entre lágrimas de emoção. Para as mães que ainda esperam seus bebês nascer neste começo de ano, ela deseja “um bom parto”.

Hospital Amigo da Criança

A Santa Casa de Sobral é certificada como Hospital Amigo da Criança, uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e Ministério da Saúde. A maternidade Sant’Ana possui o título desde 1991 e é vinculada ao Rede cegonha desde 2012. Mensalmente, quase 400 partos são feitos na maternidade.

Para ser certificado, o hospital cumpre os “Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno”, o Cuidado Amigo da Mulher e uma série de outros requisitos que buscam a adequada atenção à saúde da criança e da mulher. A iniciativa tem como objetivo promover, proteger e apoiar o aleitamento materno através da revisão continuada de políticas de práticas e rotinas em serviços de saúde materno-infantil.

O hospital realiza ainda diariamente grupos educativos nas enfermarias e na Casa da Mamãe, onde permanecem as mães cujos filhos ainda estão internados na maternidade. Há ainda a prática do alojamento conjunto de mães e bebês e livre acesso dos pais à criança. Os temas das palestras educativas são aleitamento materno, cuidados com a gestante, puérperas e recém-nascidos, além de imunização para mãe e filho. Os profissionais utilizam álbuns educativos, seios-cobaia. Há ainda uma cartilha de aleitamento materno e são entregues kit’s sobre o tema.

A equipe multidisciplinar da Maternidade Sant’Ana é composta por enfermeiras, médicos, auxiliar de enfermagem, nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais e terapeutas ocupacionais. Os profissionais promovem os testes da orelhinha e da linguinha para melhor a sucção dos bebês.

Outra iniciativa é a doação de leite materno para pasteurização e posterior utilização pelos bebês da maternidade e das UTI’s neonatal. Com a iniciativa “Ilha de Leite”, quase todo o leite consumido pelos bebês vem de doação. As mães recebem diploma de Mães Doadoras.

Um comentário:

  1. Tudo mentira.a santa casa não tem esse atendimento nota dez não

    ResponderExcluir