quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Polícia encontra granada do Exército em esconderijo de traficantes que estão em guerra na Barra do Ceará

O artefato de uso privativo militar foi localizado em um barraco no Morro de São Tiago após uma denúncia anônimaPolícia encontra granada do Exército em esconderijo de traficantes que estão em guerra na Barra do Ceará


Policiais do grupo Antibombas do Gate foram chamados para desarmar e recolher a granada
A Polícia Militar  localizou, ontem à noite (11), uma granada militar, além de munições para fuzis e outros artefatos. O material foi encontrado em um barraco que servia de esconderijo para traficantes no Morro de São Tiago, na comunidade das Goiabeiras, na Barra do Ceará (zona Oeste de Fortaleza).
Naquela área da cidade acontece uma “guerra”área da cidade acontece uma “guerra”entre duas facções ligadas ao tráfico. Somente nas últimas 72 horas, quatro pessoas foram executadas por conta da rivalidade entre os dois grupos.
O material foi encontrado por policiais militares durante a checagem de uma denúncia. Ao se deparar com o artefato, os policiais do Policiamento Ostensivo Geral (POG) e do Ronda do Quarteirão acionaram o Esquadrão Antibombas do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), unidade de elite da PM pertencente ao Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque).
Esta é a segunda granada encontrada pela Polícia na Barra do Ceará. Há cerca de um mês, bandidos em fuga numa motocicleta pelas ruas daquela comunidade atiraram uma granada em direção a uma viatura da PM que tentava abordar os suspeitos. Por sorte, o artefato  não explodiu, o que poderia ter causado até mesmo a morte dos militares.
Guerra
Nas últimas 72 horas, além da descoberta da munição e do artefato de uso privativo militar, a “guerra” entre os traficantes das facções que dominam o Morro de São Tiago e a Comunidade do Gueto – pelo domínio de território – deixou, ao menos, três pessoas mortas.
Ainda na manhã da última segunda-feira (9), um corpo sem a cabeça foi deixado pelos criminosos em uma lixeira na Rua Estevão de Campos esquina com a Avenida Senador Robert Kennedy, a poucos metros de uma das entradas do Gueto. Três horas depois, bandidos do Gueto invadiram as Goiabeiras e fuzilaram um homem na Rua do Poente. A vítima, identificada apenas por Cléberson, foi morta com cinco tiros na cabeça, numa autêntica execução sumária.
Já no fim da tarde do mesmo dia, a Polícia recebeu uma denúncia sobre o local onde estava a cabeça do homem cujo corpo decapitado fora encontrado no começo da manhã. A cabeça foi localizada na esquina das avenidas Senador Robert Kennedy e Leste-Oeste.
Mais bala
Na noite de terça-feira, o terceiro assassinato aconteceu na mesma área. Um homem identificado como Pedro Alves Bezerra da Silva foi executado, a tiros, na esquina das ruas Tulipa e Iara. Os assassinos não foram localizados. 
Por FERNANDO RIBEIRO 

0 comentários:

Postar um comentário