quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Em Vídeo: idosa mantida em jaula pelo filho é resgatada

post-feature-image

Um caso absurdo de maus-tratos chamou a atenção dos chineses nesta semana. Um homem manteve sua própria mãe, uma senhora de 92 anos, encarcerada em uma jaula em condições piores que as de um animal.

O caso ocorreu na China, em uma província chamada Guangxi. Policiais a encontraram e resgataram do cativeiro sem iluminação, sem banheiro e fechado com uma cela destas de cadeia ou jaula.

O local tem aproximadamente de 10 metros quadrados e foi utilizado como castigo à idosa. O motivo? O próprio filho contou às autoridades: a mãe é muito mal-educada e não lhe obedece.

Um vídeo com as cenas que chocaram até mesmo os policiais foi registrado e divulgado pelo jornal on-line Huanqiu. Pela imagens é possível ver a idosa, bastante magra e debilitada, enjaulada como um bicho. Ela está visivelmente suja, sentada no chão, junto às barras de ferro que compõem a cela.

Nem mesmo cama havia no ambiente, cujas paredes são de tijolos aparentes. O local de descanso era uma estrutura de madeira improvisada. A coberta era um lençol fino. A mulher tinha de urinar e defecar no chão, já que nem mesmo de vaso sanitário o lugar é dotado.

Fotos divulgadas deixam nítido, pela magreza excessiva, que a idosa não era bem alimentada e estava desnutrida e desidratada.

As cenas causaram repercussão em veículos de imprensa em vários países, levantando a questão de que a maioria dos casos de violência e maus-tratos contra idosos são cometidos dentro do próprio lar e pelos próprios familiares da vítima.

O flagrante foi propiciado graças a denúncias de vizinhos, que chegaram até a polícia. Os agentes encaminharam o caso a representantes do governo local, que exigiram imediatamente a liberdade da vítima.

Depois de solta, a idosa, cujo nome não foi divulgado, tomou banho e ganhou roupas novas. Bastante debilitada, ela foi levada ainda para o hospital mais próximo, onde continua internada para um tratamento que deverá fortalecer a sua saúde.

As autoridades chinesas não informaram qual será o destino da idosa depois que ela receber alta.
 



0 comentários:

Postar um comentário