quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Dentro de casa, mulher é assassinada a faca pelo namorado em Varjota-CE

post-feature-image
O lamentável fato ocorreu na noite desta terça-feira (03-01-17), por volta das 21h00, na residência da vítima, na rua Francisca Rodrigues de Farias, no bairro Empréstimos, próximo à fábrica Flor do Vale, em Varjota.

A vítima foi Ana Cleide de Albuquerque, nascida em 08-02-74 (42 anos), comerciante.

O acusado foi a pessoa que tinha um relacionamento amoroso com ela, de nome Leone Morais Rodrigues, conhecido como Bodinho, morador da rua dos Conjuntos, bairro Pedreiras, em Varjota.

Segundo o subtenente B Sousa (o Linha Dura), o acusado é usuário de drogas, já vinha agredindo fisicamente a vítima, praticando furtos contra a mesma, mas ela não queria que ele fosse preso.

Desta vez, segunda a Força Tática de Varjota, quando os dois estavam a sós, ele efetuou 10 perfurações a faca contra Cleide, deixando a faca cravada na mesma.

Quando estava saindo, a filha de 11 anos de Cleide estava chegando e ele teria falado para ela que socorresse a mãe dela, que estava passando mal.

Quando a criança entra, se depara com a cena da mãe caída. Segundo Linha Dura, a menina teria tirado a faca que estava cravada na mãe dela, que já estaria morta.

As outras duas filhas estariam próximo e ainda teriam ouvido os gritos da mãe, mas ficaram com medo de ir verificar e serem mortas por ele.

Também de acordo com a Polícia, após isso, o acusado ainda teria furtado um dinheiro do comércio da vítima.

Anteriormente, o mesmo já teria agredido também o irmão dele, mas a família não queria sua prisão.

Leone já teria tentado se matar, chegou a cortar a própria garganta, mas familiares conseguiram evitar o suicídio.

A mãe dele é uma sofredora.

A revolta da população contra o acusado é grande e a maioria das pessoas acreditam que se populares o encontrarem, ele pode ser linchado.

Mas a Polícia alerta que as pessoas devem evitar fazer justiça com as próprias mãos. A polícia alerta, pois a lei obriga aos policiais  a evitar linchamentos.

Segundo os policiais, além das três filhas que moram em Varjota, Cleide deixa órfãs outros filhos que moram fora.

A vítima era conhecida como uma mulher muito trabalhadora.

Nossos sentimentos a toda a família enlutada e oremos a Deus para que Ele console a todos que estão sofrendo por esta tragédia.


Reprodução Site  www.MassapeCeara.Com  | Roberto Lira Notícias


0 comentários:

Postar um comentário