sábado, 31 de dezembro de 2016

SOBRAL-CE: Custo da passagem do METRÔ VLT incomoda passageiros! VÍDEO

Um usuário afirmou que prefere pagar um mototáxi.

Após dar início à operação comercial, o Veículo Leve Sobre Trilhos de Sobral, na Região Norte do Estado, tem sido alvo de reclamações dos usuários desse sistema de transporte. O valor das passagens é considerado alto por quem precisa do serviço. 
A inteira custa R$ 3 e a meia passagem custa R$ R$ 1,50. Estas são as tarifas para quem precisa usar o VLT no município. Na semana passada, quando o prolongamento das atividades do Veículo Leve Sobre Trilhos foi anunciado, ainda não havia uma taxa de cobrança definida, como falou o presidente do Metrofor, Eduardo Hotz. Ele ainda fez questão de frisar que o preço seria acessível. 

Porém, após a ampliação no horário de funcionamento, que agora vai de cinco e meia da manhã às onze horas da noite, e a cobrança de passagem no valor de R$ 3, houve um esvaziamento nas estações. Os sobralenses reclamam do alto custo da tarifa cobrada pelo serviço.

Um passageiro afirmou, em entrevista à TV Cidade, que o valor cobrado é muito alto e desta forma, prefere pagar um mototáxi, que o deixa na porta de casa. Uma outra passageira ainda reclama da falta de banheiros nas estações. 

Ao todo, são sete estações em Sobral, que agora estão praticamente vazias. Procuramos o responsável pelo serviço no município, no local onde funciona o escritório, oficina e estacionamento do VLT. Ninguém quis falar sobre o assunto.
.


Fonte: Cnews

Um comentário:

  1. Tenho grande apreço pela atual administração. Não dos que desejam o quanto pior melhor.Sobral é uma cidade que já pode ser considerada de grande porte.Porém, no tocante ao transporte coletivo, pode-se dizer que falta muita poeira para se respirar. O VLT ( veículo leve sobro trilhos ) que passou muito tempo em fase experimental e hoje está em estágio comercial, qual seja, a pleno vapor como se diria algum tempo atrás, não está agradando aos seus usuários, por cobrar o valor da passagem de três reais. O trabalhador assalariado não vai suportar por dia,desembolsar 12,00 reais no caso de necessitar fazer uso do transporte quatro vezes ao dia.Não houve no meu conceito, uma avaliação do impacto financeiro que causaria ao bolso do trabalhador. Acho muito caro o
    que está sendo cobrado.

    ResponderExcluir