quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Policial do Bope é executado a tiros em Teresina; cinco são presos

População se aglomera em frente ao local do crime, no bairro Saci, Zona Sul de Teresina. (Foto: João Cunha/G1)
Foram presos na manhã desta quarta-feira (7) cinco suspeitos de executar a tiros um policial do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Piauí (Bope) na Zona Sul de Teresina. O crime aconteceu na noite de terça-feira (6) no bairro Saci. Claudemir Sousa, 32 anos, estava saindo da academia onde treinava quando foi abordado pelos criminosos. 

De acordo com o secretário de segurança, Fábio Abreu, um dos suspeitos usava tornozeleira eletrônica e a partir do monitoramento dele os policiais chegaram aos demais envolvidos no assassinato, inclusive, ao mandante, que é funcionário da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Também entre os presos está um taxista, apontado como o agenciador dos atiradores. 

A polícia suspeita de crime passional. Policial foi morto quando saia de academia, na Zona Dul de Teresina. (Foto: João Cunha/G1) Policial foi morto quando saia de academia, na Zona Dul de Teresina. (Foto: João Cunha/G1) “Temos a figura de um taxista como agenciador daqueles que o executaram. 

O mandante é funcionário da Infraero e, em função de um problema relacionado a um caso com uma mulher que o policial também se envolveu, houve essa ordem para que essas pessoas o executassem”, disse o secretário. 

Segundo investigações preliminares da polícia, os envolvidos se reuniram em um restaurante no bairro Mocambinho para articular o crime e já haviam tentado executar o policial há três dias. 


O taxista contratado como articulador tinha contato com os demais suspeitos, todos já envolvidos em outros crimes. Conforme o secretário de segurança, o valor cobrado pelo crime foi de R$ 20 mil. “Eles já haviam tentado executá-lo e ele imaginava que fosse uma tentativa de roubo, mas já era para ser a execução”, falou Fábio Abreu. 

População se aglomera em frente ao local do crime, no bairro Saci, Zona Sul de Teresina. (Foto: João Cunha/G1) Peritos da Delegacia de Homicídios estiveram no local do crime (Foto: João Cunha/G1) A polícia ainda faz buscas na tentativa de localizar uma sexta pessoa que também teria participado da execução. 

As armas e os veículos utilizados no crime foram apreendidos. “Praticamente todo esse crime já foi elucidado com essas prisões. Um deles infelizmente não foi preso, mas já foi identificado e com certeza faremos a prisão ainda hoje”, disse o secretário. 

O corpo de Claudemir Sousa está sendo velado na manhã desta quarta-feira na Capela da Polícia Militar, Igreja de São Sebastião, Zona Sul da capital.

0 comentários:

Postar um comentário