terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Polícia Civil prende quatro homens e apreende metralhadoras e pistola em Fortaleza

A Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Divisão Antissequestro (DAS), realizou uma ação que resultou na apreensão de três armas - sendo duas metralhadoras e uma pistola -, além da captura quatro homens que fazem parte de uma organização criminosa que atua na Comunidade do Gueto, na Barra do Ceará, Área Integrada de Segurança 01 (AIS 01) de Fortaleza. 

Conforme o delegado Osmar Berto, titular da Draco, a ação realizada na última sexta-feira (23) teve como alvo um grupo criminoso que atuava na Comunidade do Gueto. Entre os presos está Bruno Cavalcante Costa (28), o "Bradesco", que já responde dez procedimentos policiais por roubos, porte ilegal de arma de fogo de usos permitido e restrito, associação criminosa e para o tráfico de drogas, além de fuga, e era foragido do 3º Distrito Policial.

"Esse trabalho é continuação das investigações que iniciaram após os resgates ocorridos no 3º DP e na Delegacia Geral", revelou Osmar. Ainda conforme o delegado, o grupo é investigado por tráfico de drogas e existia a suspeita que eles estivessem se articulando para cometer um sequestro na Capital. "Quando suspeitamos da possibilidade de sequestro, acionamos a DAS para auxiliar nas investigações", disse. 

Os outros presos tratam-se de: Leandro Dutra Cunha (26), vulgo "Playboy", que já responde por lesão corporal; Daniel Targino de Oliveira (40), que já responde por porte ilegal de arma de fogo, roubo, homicídio, associação criminosa, receptação, fraude em certames de interesse público e resistência, além de estar com um mandado de prisão em aberto, e Otacílio Siqueira de Araújo Júnior (47), que já responde cinco procedimentos por roubo e associação criminosa.

Leandro foi capturado em uma motocicleta no bairro Aldeota, já os demais homens foram presos no bairro Álvaro Weyne. Eles estavam em um veículo celta de cor preta e placas HYL 7365. No carro foi encontrada uma pistola calibre 9 milímetros municiada. Após as prisões, a Polícia chegou ao local onde as duas metralhadoras, uma FAMAE cal. .40 e uma INA 9 mm, estavam escondidas. O material bélico estava em uma sacola em cima dos telhados de uma residência no Gueto. "Os proprietários da residência não sabiam que essas armas estavam escondidas no telhado deles. Essa é uma prática comum de criminosos para conseguir esconder suas armas e dificultar o trabalho policial", detalhou o delegado.

O grupo foi encaminhado para a sede da Draco onde foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa qualificada pelo emprego de arma de fogo. As investigações continuam no sentido de identificar e prender outros envolvidos.

Fonte: Site da Polícia Civil

0 comentários:

Postar um comentário