terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Passageiro armado reage ao assalto no ônibus e mata dois bandidos, em Caucaia

Terminou em morte mais um assalto a ônibus na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Na noite desta segunda-feira (26), um veículo da Empresa Vitória, que fazia a linha Fortaleza-Conjunto Nova Metrópole, foi atacado por quatro bandidos, sendo dois jovens e duas garotas armados. No entanto, um passageiro decidiu reagir e atirou nos criminosos. Os dois jovens morreram e as garotas foram detidas.


Segundo apurou a Polícia, o ataque dos assaltantes aconteceu quando o ônibus transitava próximo ao Conjunto Araturi. No momento em que os bandidos anunciaram o assalto, o passageiro sacou uma arma e passou a atirar. Um dos bandidos, identificado apenas por Ronielly, caiu morto ainda no corredor do coletivo. Seu comparsa ainda tentou fugir, mas morreu na calçada.

As duas garotas foram detidas. Uma delas tem apenas 14 anos e está grávida. A outra é maior de idade, sendo identificada somente por Nathália e tem 18 anos. As duas foram encaminhadas ao plantão da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC) onde foram autuadas em flagrante por crime de roubo. As duas acabaram reconhecidas pelas vítimas do assalto.

Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e equipes da Perícia Forense do estado (Pefoce) estiveram no local do crime e levantaram informações, mas a identidade do atirador não foi divulgada. Os corpos das vítimas foram encaminhados à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel).

Números

Segundo dados informados pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), somente entre os meses de janeiro a novembro de 2016, nada menos que 1.400 assaltos a coletivos foram registrados em Fortaleza. A média é de 127 assaltos por mês ou quatro à cada dia nas ruas e avenidas da Capital cearense.

Conforme ainda dados do Sindiônibus, a frota é composta por 2.050 ônibus em tráfego pelas vias da Capital e mais 340 na Região Metropolitana de Fortaleza, totalizando 2.390 veículos.

Fonte: Jornalista Fernando Ribeiro

0 comentários:

Postar um comentário