quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Homem é morto a facadas durante o momento que mantinha relação sexual

Um homem de 36 anos que, segundo a Polícia Civil, era agiota e também trabalhava como guardador de carros, foi assassinado a facadas dentro de uma casa localizada na ladeira da Borborema, no Centro de João Pessoa, na noite desta terça-feira (20). De acordo com o delegado de Homicídios Paulo Josafá, que atuou na ocorrência, evidências na cena criminal indicam que a vítima estaria praticando ato sexual antes de ser assassinada.
“Na casa mora um casal homossexual, uma moça e o companheiro dela. Levantamos a hipótese de crime passional, pois imaginamos que o principal suspeito do crime tenha encontrado a jovem fazendo sexo com a vítima”, disse o delegado, acrescentando que o padrasto do homem assassinado alegou que a garota havia abordado o guardador de carros durante a tarde, pedindo o telefone dele. 
Já a esposa do homem morto disse à polícia que os residentes na casa deviam dinheiro a ele. Desta forma, o envolvimento com a agiotagem como motivação para o fato também não foi descartado. 
“Houve luta corporal e muita coisa ficou quebrada na casa. A vítima tentou fugir, mas morreu ainda dentro da casa. No bolso dela foi encontrada uma camisinha. O suspeito fugiu pelo quintal e ele pode ter se ferido também, pois deixou um rastro de sangue”, contou Paulo Josafá. 
Peritos colheram sangue da cena do crime para saber qual é o sangue da vítima e qual é o do suspeito, que poderá ser identificado através de exame de DNA. Até o fechamento desta matéria, seguiam foragidos um dos homossexuais, a jovem e o companheiro dela.
***** Informações com:  Portal Correio

0 comentários:

Postar um comentário