sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Descoberta molécula que pode acabar com a metástase do câncer


Cientistas alegam ter descoberto moléculas capazes de parar a metástase, fenômeno que provoca morte em 90% dos casos de câncer. A descoberta da proteína chamada CD36 pode revolucionar o diagnóstico e tratamento. Estas proteínas são moléculas que transportam gorduras e ficam na superfície de células-mãe presentes nos tumores. Por meio de testes, os cientistas perceberam que, até mesmo as células cancerígenas que não provocariam a metástase, passam a realizar o processo quando tem a proteína CD36 acrescentada. “Acrescentamos um marcador (referência à CD36) que nos permite purificar as populações metastáticas em um nível sem precedentes”, afirmou ao El País Aznar Benitah, líder do grupo de cientistas da cidade espanhola de Barcelona, responsável pelo estudo.

Por meio de anticorpos da CD36, foi possível estabelecer um efeito antimetastático enorme, defendem os cientistas. Em 20% dos casos do uso dos anticorpos, a metástase desapareceu por completo nos ratos. Em outros casos, diminuiu entre 80% e 90%. O tratamento será testado em humanos e pode estar disponível dentre de 5 anos no mercado.

Na metástase, células se desprendem do tumor e se espalham em diferentes órgãos. Na prática, o câncer passa a atingir várias partes do corpo. Os cientistas informaram ainda que, em testes realizados com ratos, dietas ricas em gordura aumentaram a incidência da metástase. Uma dieta com 15% mais de gordura acarretou em 80% mais metástase nos animais. O tipo de gordura que mais induziu a metástase foi o ácido palmítico, ácido de origem vegetal, presente em grande variedade de alimentos processados.

Via curiosamente

0 comentários:

Postar um comentário