segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Salário milionário a ser pago ao prefeito eleito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, vira escândalo nacional

Juazeiro do Norte não tem levado sorte com todos os seus últimos 16 anos de administração. Todos os prefeitos deixaram o cargo: Carlos Cruz, Raimundo Macedo, Manoel Santana e de novo Raimundão em meio a denúncias de fraudes com recursos públicos. O último, Raimundão, está afastado e seu substituto interino Luiz Ivan em menos de um mês de mandato já enfrenta um provável pedido de impeachment.
Mas, os escândalos estão longe de chegar ao fim. O novo prefeito Arnon Bezerra nem tomou posse e já está envolvido num escândalo nacional denunciado neste domingo pelo jornal OGlobo. O salário de Arnon a partir de janeiro será de R$ 33 mil, superior ao do presidente Michel Temer, mesmo com Juazeiro estando com suas finanças quebradas.
Para complicar a situação de Arnon e comprometer sua imagem antes mesmo de sua posse, desgastando-o no Cariri, no Ceará e no Brasil, é que a Câmara de Juazeiro aprovou esse supersalário, mas o seu irmão, o prefeito interino Luiz Ivan se recusou a vetar. Ao contrário, sancionou a nova lei.
Assim, o prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, assume como o prefeito marajá do Brasil. Um péssimo início de mandato para quem tem tantos compromissos a cumprir e tão pouco dinheiro no caixa para dar respostas ao povo que acreditou em suas promessas.

0 comentários:

Postar um comentário