sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Preso por roubar galinhas sonha com anistia

post-feature-image



Doze galinhas e cinco anos de prisão. Desempregado, o auxiliar de serviços gerais F., de 22 anos, resolveu roubar galinhas de um sítio vizinho para comer e, quem sabe, ter alguns ovos. Preso em flagrante por furto, acabou condenado a cinco anos de prisão. “O caso dele não se enquadrou em roubo para subsistência porque ele não pegou uma galinha só, roubou uma dúzia. Então a Justiça foi implacável”, explicou o defensor público que atuou no caso.

Mas hoje F. renovou suas esperanças. Ao saber pelos colegas que os deputados estão se mobilizando para aprovar a anistia do Caixa Dois, ele começou a acreditar que seu caso poderá ser revisto. “Ele é um bobo, acredita em qualquer coisa. A gente sabe que político nunca faz nada por nós mesmo”, disse a mãe de F, que o visita toda semana na cadeia onde ele cumpre pena.

A mãe está revoltada com a situação do filho: “Eu já disse a ele que o negócio é roubar muito. Se você rouba pouco, você vai preso. Só que ele entendeu que muito era levar 12 galinhas”.




0 comentários:

Postar um comentário