domingo, 20 de novembro de 2016

POLÊMICA: Fátima Bernardes perguntou aos seus entrevistados, quem eles salvariam: policial ou traficante


Na internet, usuários se revoltaram contra a escolha dos convidados da Globo.

O programa Encontro com Fátima Bernardes abordou um tema polêmico na manhã desta quinta-feira (17). Para divulgar o filme #sob pressão, Fátima Bernardes pediu para que os convidados e a plateia do programa escolhessem salvar entre um policial, levemente ferido, e um traficante, em estado grave, questões que ocorrerão no longa. De 8 pessoas, 7 preferiram salvar o criminoso. A escolha dos convidados gerou polêmica, levantando uma discussão na internet que teve uma grande repercussão.

Apesar das inúmeras críticas contra a Globo, profissionais da saúde se posicionaram no Facebook,: “Se for aplicar essa pergunta a nós profissionais da saúde, a vítima de maior gravidade é socorrida primeiro, independente de quem seja. Porém, mesmo sabendo disso, eu jamais vou priorizar um marginal”, escreveu um usuário. “Sou profissional, tenho ética, mas sou humano, não super-herói”, opinou outro.


O filme Sob Pressão

Estreia, nesta quinta-feira (17), o filme Sob Pressão, que trata a situação quotidiana difícil da saúde no Rio de Janeiro. Com Júlio Andrade, Marjorie Estiano, Ícaro Silva e Andréa Beltrão no elenco, a produção vai trazer situações complicadas como a abordada pelo programa Encontro com Fátima Bernardes. O Dr. Evandro (Julio Andrade), depois de um dia exaustivo, tem que decidir se opera primeiro um traficante ou um policial, ambos colhidos em mais uma guerra do tráfico. Outro impasse é a chegada de um menino de classe média, filho de um dono de jornal, ferido por uma bala perdida.

Andrucha Waddington, diretor e autor do filme, se inspirou no livro “Sob Pressão – A rotina de guerra de um médico brasileiro”, para narrar os fatos mais complicados que ocorrem em um hospital público do Rio de Janeiro – cenário que não é muito diferente na vida real. O médico Márcio Maranhão, profissional que relatou as experiências no livro, participou das gravações para dar mais realismo as cenas. O longa estreia hoje nas sessões brasileiras.

E você, salvaria um traficante, um policial ou um menino de classe-média atingido por uma bala perdida?

0 comentários:

Postar um comentário