sábado, 5 de novembro de 2016

MULHER QUE REALIZOU O SONHO DE SER VELADA VIVA GANHA REPERCUSSÃO INTERNACIONAL

Resultado de imagem para Mulher que realizou o sonho de ser velada viva ganha repercussão internacional








A dona de casa Vera Lúcia Araújo, de 44 anos, que já era conhecida em Camocim, agora é notícia em vários países. O seu desejo excêntrico de ser velada viva despertou curiosidade. Depois de muita insistência, no dia de finados (2) ela finalmente realizou o sonho.
Após a matéria do Tribuna do Ceará, a história teve alcance nacional, sendo reproduzida por vários portais de notícias, pelo site Surrealista e ganhou uma versão do humorístico Sensacionalista.
Nesta quinta-feira (3), o jornal britânico Daily Mail publicou a história de Vera, e logo a imprensa internacional estava falando sobre o ocorrido. Países como Indonésia, Vietnã e Croácia repercutiram o sonho de Vera Lúcia.
O velório aconteceu na Funerária Plasfran, e depois ela foi carregada, dentro do caixão, por alguns metros no Cemitério Jardim Eterno, em Camocim, a 370 quilômetros de Fortaleza. Curiosos, moradores visitaram a mulher e fizeram fotos no cemitério.
Depois de passar nove horas dentro do caixão, sem sair nem para ir ao banheiro, e se alimentando de chá e água de coco, ela voltou para casa “morta de feliz”, como costuma comentar.
“Eu me senti muito bem dentro do caixão”, afirma. Sobre a repercussão no Brasil, ela não se incomoda e até brinca com os três filhos e o marido. “Não tem por que sentir vergonha, porque eu que quis”, declara.
Algumas pessoas disseram que Vera está desafiando Deus, mas Vera discorda. “Eu não tenho medo da morte, não. Deus me criou e ele sabe quando vai levar. Qualquer hora a morte pode vir. Minha mãe já paga o plano funerário, então tá tudo certo”, comenta.
“Eu gosto de velório, de pegar, ajudar a levar o caixão. Sempre quis saber como era (estar dentro), há 14 anos eu tinha esse sonho. Até que falei com o dono da funerária, que queria fazer como um teatro no Dia de Finados. Ele perguntou se eu tinha coragem, e eu fui”, relembra Vera Araújo.
PORTAL BOCA QUENTE

0 comentários:

Postar um comentário