terça-feira, 25 de outubro de 2016

Mulher é espancada por namorado por causa de cigarros

post-feature-image

Ninguém merece ser torturado, seja por qual motivo for. Mas quando a motivação de um espancamento é banal, e quando a vítima é uma mulher e o autor um homem, o #Crime torna-se ainda mais bárbaro. Uma garota de apenas 18 anos passou por isso em Glasgow, na Escócia, e optou por mostrar em redes sociais o resultado de uma sessão de covardia cometida pelo próprio namorado, um ano mais velho.

Em sua página no Facebook, Kelsie Skillen publicou várias fotos de seus hematomas e contou como foi ter sido punida cruelmente pelo companheiro. A notícia está se tornando viral e correu na mídia internacional nos últimos dias.

James McCourt, de 19 anos, teria ficado enfurecido com o fato de a namorada ter esquecido seu casaco com um maço de cigarros dele em uma festa. Para se vingar, ele escondeu o celular da moça. Eles começaram a discutir e o pior aconteceu. Sem dar chance para defesa, James a agrediu com requintes de crueldade.

Ele trancou Kelsie num quarto e começou a espancá-la. Antes, anunciou que, no dia seguinte, a moça de rosto angelical apareceria com a cara machucada e inchada. Ela disse também que ele se ajoelhou sobre seu tórax e deu vários socos em sua cara, além de mordidas e cusparadas. Até água fervente jogou na jovem, para ensiná-la a não deixá-lo mais sem cigarros.

Durante as sessões de tortura, Kelsie disse que ele seria preso por aquilo e ele retrucou dizendo que qualquer coisa valia a pena para vê-la morta. Num dos momentos em que ele saiu para ir ao sanitário, ela conseguiu pegar o iPad e pediu socorro. Sua mãe viu a súplica e chamou a #Polícia, que fez o flagrante.

Embora o espancamento tenha ocorrido há quatro meses, a jovem só teve coragem de publicar as fotos em setembro, pois achou que deveria alertar outras mulheres sobre a violência doméstica.

Na semana passada, o criminoso foi condenado a 21 meses de detenção. Após ser solto será supervisionado, sendo proibido de chegar perto da vítima por cinco anos. Às autoridades, ele confessou que cometeu outras agressões a Kelsie ainda em 2016. A moça se diz aliviada por ele estar atrás das grades e ter ordem judicial para não estabelecer qualquer contato.


Informaçoes.massapeceara.com

0 comentários:

Postar um comentário