sábado, 8 de outubro de 2016

Estudo comprova que ter uma esposa chata faz bem à saúde

Os maridos não vão gostar de saber disso, mas homens que são importunados, irritados e perturbados por suas mulheres são mais saudáveis.

Estudo comprova que ter uma esposa chata faz bem à saúdeFoto: Reprodução
Seus casamentos podem ser terríveis, mas os maridos que convivem com esposas chatas têm uma chance menor de desenvolver diabetes e, possivelmente, outras doenças relacionadas ao estilo de vida.

Leia mais

Os pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, descobriram que as mulheres que importunam seus maridos costumam regular o comportamento deles no que diz respeito à saúde, o que significa que estes homens têm uma chance menor de desenvolver diabetes, e são capazes de controlar melhor a doença, caso ela surja.
A equipe monitorou a saúde de 1.228 pessoas casadas durante um período de cinco anos.
O Dr. Hui Liu, da Universidade de Michigan, disse: “O estudo desafia a suposição tradicional de que uma relação conjugal negativa é sempre prejudicial à saúde.”
“Ele também encoraja especialistas em família a distinguirem diferentes fontes e fatores que podem medir a qualidade de um casamento.”
“Em algumas situações, importunar é se importar com a pessoa.”
“Como a diabetes é a condição crônica que mais rapidamente cresce nos Estados Unidos, a implementação de políticas públicas e programas criados para promover a qualidade dos matrimônios também deveriam reduzir o risco de diabetes e promover saúde e longevidade, especialmente para as mulheres de idades mais avançadas.”

0 comentários:

Postar um comentário