quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Com feridos, refém e fugas, rebelião em cadeia de Camocim é controlada. Veja as fotos e vídeo da rebelião

post-feature-image

Durou pouco mais de duas horas a segunda rebelião em pouco mais de 5 meses na Cadeia Pública de Camocim. Com capacidade para apenas 67 internos, abrigando atualmente quase 200, os detentos colocaram fogo em colchões e quebraram celas por volta das 19:00h desta quarta-feira (26). O motivo, novamente, teria sido a superlotação e condições insalubres do prédio. Em maio deste ano eles fizeram a mesma coisa. Colchões novos foram entregues e as celas foram reformadas, mas a superlotação continuou. 

Acionada, a Polícia Militar, sob o comando do Tenente-Coronel Artunane Aguiar, iniciou o protocolo de gerenciamento de crises. O policiamento local contou com o reforço de equipes do Batalhão de Divisas e Comando Tático Rural. Disparos de balas de borracha foram desferidos contra os rebelados. Segundo informações obtidas pelo blog, vários presos conseguiram fugir. Os detentos de uma das celas não quiseram participar da rebelião. Os rebelados decidiram se render cerca de duas horas depois. Durante o ocorrido, um preso teria sido feito refém. Outros quatro ficaram feridos. Todos foram atendidos no Hospital Murilo Aguiar e UPA 24H. Após retomar a cadeia, a Polícia Militar iniciou a contagem dos internos para chegar ao número de fugitivos.

A cadeia não deveria mais continuar onde está, no centro comercial da cidade, ao lado do fórum, residências, bancos e prefeitura, sem falar nas residências que ficam próximas. Vários pedidos já foram feitos ao governo estadual para que construa uma unidade em outro local, mas até o momento nenhuma atitude foi tomada nesse sentido.


Veja as Fotos:


Informaçoes. massapeceara.com

0 comentários:

Postar um comentário