sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Cadáver achado dentro de mala em Brasília era de pedófilo

post-feature-image

A Polícia identificou a identidade do cadáver encontrado dentro de uma mala de viagem, no Lago Paranoá, em #Brasília, capital federal. Ivonilson Menezes da Cunha era um condenado da Justiça pelo #Crime de pedofilia. Os arquivos policiais apontam que o mesmo foi para a cadeia em 2011, após agentes registrarem um flagrante de pedofilia. Na ocasião, ele estaria pagando um garoto de 13 anos para ter relações com ele.

Aos 39 anos, Ivanilson estava em liberdade provisória. Quem primeiro avistou a bagagem boiando no rio nesta quinta-feira (27) foram os empregados de um restaurante localizado no Setor de Clubes Sul. As autoridades policiais ainda investigam as circunstâncias da morte, mas já sabem que o falecido era conhecido como "Gato de Botas", alcunha que normalmente é conferida a estelionatários.

Miguel Lucena, responsável pela área de Comunicação da #Polícia Civil, em Brasília, afirmou que, provavelmente, o autor do assassinato premeditou ajudar a polícia na identificação do morto. Lucena acredita nesta hipótese porque os documentos da vítima estavam junto ao corpo, dentro da mala encontrada.

Ao ser retirado da bagagem, o cadáver apresentava os pés amarrados com um pedaço de tecido. Um saco estava preso na cabeça. Além disso, a vítima apresentou um hematoma na parte superior dos glúteos. Junto ao documento, havia preservativos. Como não estava em decomposição, e nem apresentava odor forte, a polícia acredita que o assassinato tenha sido cometido há bem pouco tempo.

Frequentadores do local ficaram bastante chocados com o caso. Agora os investigadores vão solicitar imagens do circuito de monitoramento dos estabelecimentos do entorno do lago, para tentar identificar onde a mala teria sido deixada e por quem. É possível que o descarte do corpo tenha sido feito em área não muito próxima. Isso porque, as ondas do lago podem ajudar a deslocar a mala por distância considerável.

Após a polícia ser acionada, no fim da manhã, a perícia esteve no local do crime. Em seguida, o cadáver foi levado para o IML
.




0 comentários:

Postar um comentário