quarta-feira, 21 de setembro de 2016

POLICIAS CIVIS CEARENSES APROVEITAM PARALISAÇÃO NACIONAL DA CATEGORIA E DECIDEM ENTRAR EM GREVE EM 72 HORAS

policiais civis em greve 4

A categoria denunciou, buscou diálogo, expôs suas demandas, mas não foi atendida. Por conta de tudo isso os policiais civis do Ceará decidiram entrar em greve a partir de sábado próximo (24) se até lá o governador do estado, Camilo Santana (PT), não se manifestar sobre as reivindicações da categoria, entre elas, a concessão do reajuste salarial anual.
Aproveitando a mobilização de dezenas de inspetores e escrivães, a liderança da categoria decidiu colocar logo em votação a deflagração da greve no Ceará. Os policiais deram um prazo de 72 horas ao Governo para se manifestar, bem como, ao mesmo tempo, cumprem o que determina a Lei de Greve que obriga a categoria a avisar antecipadamente (em 3 dias antes) o início da suspensão do trabalho.
A decisão foi tomada por volta do meio-dia de hoje (21) numa assembléia-geral da categoria realizada na porta da Delegacia Geral da Polícia Civil (DGPC), na Praça dos Voluntários, no Centro. Pela manhã, por volta de 8 horas, a classe já havia paralisado as atividades aderindo a um movimento nacional. O protesto vai durar 24 horas.
Portanto, o mandatário do Palácio da Abolição tem até o meio-dia de sábado para cumprir as promessas que fez aos agentes.  Camilo ainda não se manifestou sobre o assunto, pois está ocupado com a campanha eleitoral de seus aliados.
Abarrotadas
Os servidores denunciam também as péssimas condições de trabalho que enfrentam todos os dias nas delegacias da Capital, Região Metropolitana de Fortaleza e no Interior. Todas as delegacias estão abarrotadas de presos à espera de transferência para o Sistema Penitenciário.
A presença de centenas de detentos nas delegacias impede os policiais civis de exerceram sua principal atividade, definida pela Constituição Federal, a apuração de crimes através de instauração de inquérito policial (IP).
FONTE:.blogdofernandoribeiro

0 comentários:

Postar um comentário