segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Caseiro confessa ter estuprado e estrangulado Rakelly

José Leonardo Vasconcelo Gracindo, de 33 anos, confessou que estuprou e estrangulou a pequena Rakelly Matias Alves, de sete anos, que foi encontrada morta, dentro de uma cacimba que fica no sítio onde ele trabalhava como caseiro. A informação foi passada na manhã desta segunda-feira (26), em coletiva concedida na sede da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo a delegada Socorro Portela, diretora da DHPP, José Leonardo, também conhecido como “Zé”, aproveitou o momento em que a garota entrava sozinha no sítio para rendê-la.

“Ele a atraiu, deu uma gravata nela e a segurou com o outro braço”, disse a delegada. Ainda de acordo com a diretora da DHPP, a garota chegou a lutar contra a ação do suspeito: “ela mordeu os dedos do Zé”.

A delegada disse, ainda, que a menina gritou por socorro, mas ninguém escutou seus apelos. Nesse momento ele imobilizou a criança e a amordaçou, amarrando as mãos dela. José Leonardo passou então a abusar de Rakelly. Depois ele estrangulou a garota e jogou o corpo na cacimba do sítio.

José Leonardo confessou para a Polícia que sentia atração sexual pela menina. Segundo a delegada Socorro Portela, o inquérito sobre o caso deve ser concluído em dez dias.

Mesmo com o inquérito ainda em andamento e com a confissão, a Polícia não descarta que José Leonardo tenha cometido o crime com a ajuda de terceiros.

José Leonardo foi autuado em flagrante e responderá por homicídio triplamente qualificado, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver. Ele foi transferido na noite deste domingo (25) da sede da DHPP para uma das unidades prisionais do Estado.

Fonte: CNEWS

0 comentários:

Postar um comentário