segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Bandido morre de infarto durante assalto a supermercado

Vítimas entraram em luta corporal com o ladrão, que portava uma faca

Bandido morre de infarto durante assalto a supermercado
Um homem de 37 anos teve um mal súbito durante um roubo a um mercado no Jardim Bela Vista, em Presidente Prudente. Conforme a Polícia Militar, o crime foi por volta das 8h05 desta segunda-feira (26) e houve luta corporal entre o bandido e as vítimas.
De acordo com o delegado Glauco Roberto Marques Moreira, o dono do mercado estava abrindo o estabelecimento quando um indivíduo de capacete entrou no local. “A vítima disse que não entendia o que o rapaz falava e pedia para ele repetir. Foi quando o ladrão mostrou a faca e ele entendeu ser um roubo”, disse.
Ainda segundo o delegado, no momento do assalto havia também um vendedor e ele e o proprietário do mercado reagiram ao roubo e entraram em luta corporal com o indivíduo. “Eles caíram no chão, o dono do mercado teve um corte na mão direita, mas em determinado momento eles disseram que o ladrão parou de reagir”, enfatizou Moreira.
A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados. A Unidade de Resgate informou que o homem teve uma parada cardiorrespiratória e foi reanimado no local. Posteriormente, ele foi encaminhado para o Hospital Regional, onde permanece internado.
A instituição de saúde informou que o homem está "sob cuidados intensivos do corpo clínico, inconsciente e em estado considerado grave". "Neste momento, ele está sendo submetido a exames que irão determinar a conduta médica a ser adotada", pontuou o HR.
Já o dono do mercado foi atendido pelos bombeiros na própria Unidade de Resgate. “Conversei com o médico e ele disse que essa parada afetou a questão cerebral. Ele está inconsciente e, por conta dessa situação, não será preso em flagrante”, salientou o delegado.
A ocorrência foi registrada como roubo e um inquérito civil será instaurado para apurar as circunstâncias do assalto. “Apesar de não ter sido levado nada do local, como houve o emprego de violência e ameaça, o roubo foi consumado. Vamos aguardar também as informações da perícia”, finalizou Moreira ao G1. 

0 comentários:

Postar um comentário